quarta-feira, 26 de maio de 2010

Fugaz

sinto as mãos frias
[.]
é sempre assim
quando quebro
a eterna resistência
ao silêncio
que te devo
e a que
me obrigo
[.]
resisto, mas
periodicamente
há coisas
que me trazem a ti
[.]
então, fico frágil
e por breves momentos
sei que houve
um inigualável tempo
em que tive tudo na vida

Fly, in "MyFlyAway"

2 comentários:

  1. Olá, bela poesia...Espectacular....
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pior das sensações: ter e perder sem o querer efetivo! Bjs moça.

    ResponderExcluir